5 dicas para escolher uma boa Costela Bovina

5 dicas para escolher uma boa Costela Bovina

Olá pessoal, como postamos muitos videos e fotos de costela bovina no fim de semana resolvi escrever um post especial dando várias dicas quando o assunto é : COSTELA! 

A costela é o corte com maior variedade de sabores, texturas e aromas, dada a característica de suas longas fibras, que exigem um comprido tempo de preparo.

Primeira dica:

Na hora de comprar a Costela observar 4 atributos: Cor, Ossos, Cheiro e Elasticidade. parece estranho neh!? Mas ajuda muito na escolha da costela ideal.

Cor: Não compre carne de costela com gordura muito amarelada e carne amarronzada, isso é indício de carne de boi velho.

Ossos: Não comprar com ossos muito largos, pois também é indício de boi velho.

Cheiro: o aroma da carne é observável de prontidão. O cheiro jamais pode ser de carne passada.

Elasticidade: fazer o teste do Furo com o dedo é uma boa opção. Com as mão limpas aperte a carne com o dedo indicador, assim você conseguirá sentir a maciez da carne.

Segunda dica:

Procure um açougue de confiança, que venda carnes de procedência, e claro, tenha um açougueiro amigo que possa te orientar. Seja em supermercado ou casa de carnes, o ideal é comprar a carne fresca, e não aquela que está armazenada por muito tempo. A carne deve ser sempre fresca, vai fazer costela no fim de semana?! Compre até 3 dias antes no máximo.

Terceira dica:

Tanto a Costela Ripa quanto a Ponta de Agulha são excelentes. As duas devem ir para a brasa com o lado do osso virado para baixo.

A Costela Ripa é parte de cima do boi junto ao dorso (parte superior da caixa torácica) , tem ossos maiores e mais largos e estão todos na transversal. A carne um  pouco mais seca.

vera-2

 

A Costela Ponta de Agulha ou Minga sai da parte inferior da caixa torácica, é formada por ossos mais finos e muitas cartilagens, muito entremeada de gordura e carnes. É um pedaço mais grosso, onde todos os ossos e nervos estão dispostos em mais de uma direção.

 

costelão_de i milhao

Quarta dica:

A Costela Ripa exige um tempo de cozimento maior para amaciar suas fibras, é geralmente utilizada para churrasco ou cozida com legumes.

A Costela Ponta de Agulha ou Minga  é considerada a “rainha das churrasqueiras” tende a ser mais macia pois é mais próxima do filé. Quando cozida, o tutano é diluído e misturado com o caldo da própria carne, fazendo papel de tempero natural, ou seja, é extremamente saborosa. É muito utilizada também para ensopados e sopas.

Quinta dica:

A costela depois do preparo perde cerca de 30% do seu peso, perde muita gordura e fibras, além disso, 20% da costela é peso dos ossos. Dessa maneira, em um churrasco, ou almoço de família, calcula-se 600g de costela por pessoa. Uma boa costela bovina custa de R$ 17,00 a R$ 25,00 o kg, menos que isso desconfie!

 

 

Via Blog da Carne

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.timoteochurrasqueiras.com.br/wp-content/uploads/2017/06/banner1-2.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 250px;}